+55 (21) 3486-3469

Conteúdo digital para o cliente ou para o Google? – Parte 1

14 de maio de 2018
Designlab

Qual o foco do blog da sua empresa? Ela produz conteúdo digital para quem?

Escreva o conteúdo digital para seus clientes e não para o Google.

Atualmente, o número de blogs corporativos expandiu de forma significante. Isso se deve por conta do marketing digital.

Uma das principais estratégias é a produção de conteúdo digital com qualidade, com intuito de conversão ou aumento de tráfego.

Um dos fatores de “rankeamento” dos sites, portais e blogs no Google é essa qualidade!

Não adianta criar matérias bem estruturadas para os robôs do Google se quem precisa ler seu conteúdo são os clientes.

Eles convertem, eles se tornam leads, eles efetuam marketing boca a boca, enfim, os clientes devem ser sempre o seu principal foco na hora de criar um texto.

É claro que, estar no topo das buscas do Google é um objetivo que empresários e donos de sites de todo o mundo correm atrás diariamente.

E isso não é ruim, uma vez que, estar nos primeiros lugares do buscador significa tráfego qualificado, leads e mais vendas.

Contudo, isso não pode ser feito de qualquer forma, apenas com o objetivo de ficar bem posicionado no Google.

É preciso compreender que um conteúdo raso não atrai atenção de ninguém, logo, não ajuda a vender nem a reter clientes.

 

Como ter quantidade sem perder qualidade?

Primeiro ponto a ser observado é a frequência de matérias postadas semanalmente no blog.

Quantas vezes na semana seu cliente recebe seu conteúdo digital?

O conteúdo ganhou mais importância a partir das mudanças do Google, que alterou algoritmos usados para resultados na pesquisa.

Essas mudanças fazem com que o sistema encontre informações mais recentes e conteúdo de maior qualidade, em páginas atualizadas com frequência.

Ou seja, textos com muita repetição de palavras chaves, conteúdos copiados, erros de gramática e spam, são facilmente detectados pelo Google, negativando seus esforços orgânicos.

Por isso, a melhor dica é fazer o blog pensando em quem vai ler e não apenas no Google.

 

Palavra chatas ou palavras chaves?

Para criar conteúdo digital de qualidade para o Google, uma das ferramentas mais importantes é o uso das palavras-chave, aliadas a um trabalho minucioso.

Não adianta inserir a palavra chave mais de 9 vezes no seu texto sem nenhum fundamento, somente com o propósito de se destacar no Google.

Se o seu blog é trabalhado dessa forma, pare agora! Está indo na direção errada.

O marketing digital assim como a Internet hoje, são mais humanizados.

As mudanças querem fazer o sistema de busca ser o mais parecido possível com os humanos.

Logo, não faz sentido trabalhar para robôs e algoritmos. O que assusta é essa como essa prática se torna cada vez mais comum.

É bastante normal ver  textos automatizados, lotados de palavras-chave e com conteúdo ruim, tendo como foco exclusivo as buscas.

Precisamos repetir o quão errado é isso?

Para manter seu público satisfeito e torná-los leitores assíduos, o ideal é gerar valor para eles.

Como isso pode ser feito? Através de conhecimento, informações relevantes e soluções de problemas.

Isso ajuda a construir um relacionamento estável com seu lead.

Conteúdo digital para o cliente ou para o Google?

#NossaDica: Capriche nos seus textos para rankear bem no Google.

Crie bons títulos, explore o conteúdo de forma dinâmica e informativa, utilize heading tags e ative o gatilho mental de seus clientes.

É preciso ser quase um Globo Repórter: Ir muito mais a fundo, conhecer os desejos, os objetivos, os desafios, como vivem e etc.

Ter um ótimo trabalho de SEO e uma produção de conteúdo digital de qualidade é fundamental para chegar no topo.

Afinal, quem vai consumir aquele conteúdo e será impactado por ele é o seu público-alvo – não o robozinho do Google!