+55 (21) 3486-3469

Conteúdo digital para o cliente ou para o Google? – Parte 2

16 de maio de 2018
Designlab

Como saber se meu conteúdo digital está agradando o público alvo?

Na primeira parte da matéria falamos sobre a importância de textos bem escritos com foco no cliente e não apenas no Google.

Vamos falar agora das práticas para criar um conteúdo digital qualificado e quais ferramentas te dão uma mão.

Se você leu a matéria passada, já entendeu que antes de qualquer coisa é necessário conhecer o público e saber o que o usuário deseja.

É preciso conseguir se comunicar com seu cliente através das estratégia de conteúdo: temas, linha editorial, tipo de material, etc.

Após montar seu persona, é primordial que você efetivamente USE ESSES DADOS na sua estratégia!

Não adianta traçar um dossiê do seu persona se continuar a produzir conteúdos sem pensar nele ou seja apenas “para ranquear no Google”.

MAS POR ONDE COMEÇAR A ESCREVER?

Usando o grosso exemplo acima, você precisa produzir o melhor conteúdo digital, afim de mostrar valor ao cliente.

Uma vez que, já tenha o tema pronto, fica mais fácil desenvolver a ideia, por isso, é tão importante conhecer seu público.

#DicaMaster1: Deixe de lado aquelas regras mecânicas que você já deve ter visto em artigos e ebooks na internet.

Usar a palavra-chave “X” vezes durante o texto, usar “Y” variações, ter “N” palavras por parágrafo, escrever “Y” caracteres em determinado post.

Quanto mais você se prender a esses mecanismos mais irá reter as ideias.

Você vai precisar dessas estratégias para ter um bom SEO? Sim.

Mas se essa for sua preocupação principal na hora de escrever, seu texto pode acabar engessado, sem criatividade e com uma leitura cansativa.

No final,  vai acabar igual a outros 300 textos feitos para o Google ler.

Não se prender a esse detalhes.

Com um texto bem estruturado e rico em conteúdo digital seu blog terá um bom desempenho orgânico nas buscas.

https://marketingdeconteudo.com/yoast-seo/

#DicaMaster2: Seja o mais humanizado possível e crie um diálogo com o seu cliente.

Ao escrever seu texto, tente se colocar no lugar do seu futuro leitor/público-alvo e pense:

  • Esse conteúdo me seduziria?
  • Eu ficaria empolgado com ele?
  • É um texto atrativo, que dá vontade de ler até o fim?
  • Está tudo bem explicado?
  • Eu indicaria para um amigo?
  • Compartilharia nas redes sociais?

Parecem perguntas bobas mas são fundamentais para garantir um bom desempenho.

Por isso, analise porque uma matéria “X” teve melhor performance que um post “Y” – tanto em termos de tráfego quanto em engajamento e conversões.

Se suas respostas forem positivas, parabéns, você pegou o caminho certo.

QUAIS AS FERRAMENTAS INDICADAS?

Já que estamos falando sobre conteúdo digital segmentado, nada melhor do que contar com algumas ferramentas específicas.

Para começar, uma ferramenta bastante interessante é a Yoast SEO, que faz uma análise minuciosa do seu blog e aponta quais partes do texto podem ser melhorados.

Dessa forma, fica fácil você identificar o que pode ser melhorado a fim de atingir o público da melhor maneira.

Além do Yoast SEO, existem as ferramentas abaixo:

Estas são apenas algumas das diversas ferramentas que você pode encontrar para facilitar seu dia a dia, ajudando a criar conteúdo relevante e ainda mais focado para gerar engajamento e bons resultados.

Sua empresa pode alcançar os primeiros lugares do Google, mas pode facilmente perder essa posição caso não se preocupe em fazer um conteúdo de qualidade.

Porque o seu concorrente pode estar investindo nisso.

Lembre-se: Apenas estar bem ranqueado não é sinônimo de resultados.

Porque se o seu cliente não encontrar o que precisa no seu blog/site e não ser encantado pelo seu conteúdo… ele vai sair e vai encontrar/comprar no site do seu concorrente.

Conteúdo digital para o cliente ou para o Google? – Parte 2