Marketing para e-commerce: estratégias para vender mais!

+55 (21) 98121-5300

Marketing para e-commerce: estratégias para vender on-line.

24 de novembro de 2021
Designlab

Atualmente, é praticamente impossível ter sucesso no setor de comércio eletrônico sem adotar boas estratégias de marketing para e-commerce.

A explicação para isso é simples: a concorrência hoje é acirrada, independentemente do setor de atuação, e as lojas precisam encontrar formas de divulgar o seu negócio e de alavancar as vendas.

Ademais, por melhor que seja o seu negócio, é difícil atrair e manter a atenção do público se você não tiver uma postura ativa.

Os gestores têm que saber como abordar o consumidor e que tipo de apelo funciona para cada situação.

Antes de iniciar sua estratégia, dedique tempo e recursos para elaboração de um plano de marketing consistente.

As iniciativas nessa área dependem de organização, então, não é apropriado trabalhar com base no improviso.

Quanto melhor o planejamento, mais certeiros serão os resultados, até porque a equipe tem como acompanhar o desempenho de cada uma das atividades desenvolvidas naquele período.

Portanto, neste artigo vamos ajudar você a entender quais estratégias de marketing funcionam para e-commerce. Acompanhe!

Marketing para e-commerce: cuidados na escolha da plataforma

Não adianta nada desenvolver a estratégia de marketing perfeita para o seu e-commerce se a sua loja não estiver preparada para receber o consumidor e oferecer a melhor experiência possível.

Por isso, antes das ações de divulgação e promoção, certifique-se de que o seu comércio eletrônico conta com os recursos necessários para facilitar a navegação e, claro, a compra.

Pensando as features mais demandadas nessa área, podemos como soluções imprescindíveis para as lojas virtuais:

Omnichannel:

Os consumidores trafegam por vários canais.

Então, é importante que a sua loja esteja apta a vender no site, no mobile, nas redes sociais e nos marketplaces.

Atenção: deixar de oferecer uma dessas possibilidades pode inviabilizar a venda. Porém, também é crucial que a sua equipe possa fazer a gestão integrada dos canais.

Checkout inteligente:

Visando a conversão, assegure-se de que sua plataforma de e-commerce facilita o processo de fechamento da venda. Medidas simples ajudam, como a inclusão do login social:

(que permite que o cliente faça a compra mesmo sem cadastro) e o auxílio visual para preenchimento dos dados do cartão de crédito.

5 estratégias de marketing para alavancar vendas

Loja bem organizada, é hora de desenvolver ações que ajudem a movimentar as vendas da loja. Confira essas estratégias:

E-mail marketing:

Contrariando as previsões pessimistas sobre o uso dessa ferramenta, o e-mail marketing tem se mostrado de grande valia para as lojas online.

Certifique-se de fazer a captação dos dados dos clientes e, a partir daí, programe-se para acionar a sua base de consumidores com frequência.

Para não errar, lembre-se de criar mensagens personalizadas para os clientes.

Isso é mais eficaz e evita o risco de ir parar numa lista de spam.

Outro ponto fundamental: tenha métricas para acompanhar os resultados. E, assim, entender o que funciona melhor no caso da sua loja. O cálculo do ROI – Return On Investment é importante para otimizar os recursos disponíveis para o seu marketing.

Técnicas de SEO:

As pesquisas nessa área confirmam a importância dos motores de busca. No Brasil, o Google é a porta de entrada das pessoas na internet.

Fique atento: a preocupação com esse assunto deve começar na escolha da sua plataforma de e-commerce.

Além disso, verifique se o seu fornecedor tem soluções otimizadas para garantir que a sua loja tenha relevância nas buscas orgânicas.

Pensando na estratégia de marketing, o principal para ter bons resultados é trabalhar corretamente com as palavras-chaves mais importantes para o seu negócio.

Elas devem estar presentes nas suas descrições de produto – títulos, heading tags, meta description, imagens e URL.

Cuide, também, para que a página não tem problemas com links quebrados e velocidade de carregamento. São detalhes que podem passar desapercebidos, mas são considerados no ranqueamento do Google.

Remarketing:

Uma das vantagens das plataformas online é a possibilidade de coletarmos todas as informações relacionadas à movimentação dos clientes na loja.

Por que não usar essas informações para direcionar melhor suas ofertas? Esse é o conceito por trás das estratégias de remarketing.

Elas apresentam excelentes resultados para aumentar os índices de conversão das lojas e funcionam muito bem para diminuir as taxas de abandono de carrinhos.

Além disso, tenha em mente que a proposta nesse caso é enfatizar as vantagens daquela compra

(estamos mirando o cliente que fez uma pesquisa) e também divulgar o nome da sua loja.

Pós-vendas:

Atrair novos clientes é um dos objetivos das ações de marketing para e-commerce. Porém, o desempenho do seu negócio pode melhorar bastante se você investir também em ações de fidelização.

Nesse contexto, o mais importante é focar no relacionamento.

Pense nisso: que tipo de estratégias podem ser desenvolvidas para facilitar a recompra e valorizar o pós-vendas?

As opções são bem variadas. Uma vez que estamos falando desde lembretes de compra até o envio de materiais informativos sobre determinado produto.

Lembre-se de que cliente satisfeito compra mais e ainda depõe a favor da sua marca, o que é crucial para o consumidor 3.0, que dá muito valor ao compartilhamento de informações.

Promoções especiais:

As ações promocionais têm uma enorme importância para o varejo e a situação não é diferente no ambiente online. Portanto, não se descuide dessas iniciativas.

Ofereça cupons de desconto. Ademais, faça ofertas especiais para clientes frequentes, incentive quem chegou na sua loja a primeira vez, invista em kit de produtos.

Dica: respeite a principal característica das ações promocionais, delimitando bem os prazos para as iniciativas.

O consumidor percebe que a loja está usando aquele tipo de chamada como argumento de venda e não para oferecer realmente uma condição especial. Mais uma vez, confira as soluções disponíveis na sua plataforma.

O ideal é que ela tenha módulo princing, que permite criar diversos tipos de promoção diretamente no dashboard da loja.

Ter boas estratégias de marketing para e-commerce pode fazer a diferença para o desempenho da sua loja. Portanto, organize-se para cuidar dessa área com a devida atenção.

Detalhe importante: acompanhe de perto os resultados, uma vez que assim você pode realizar os ajustes necessários, dependendo do momento da empresa. Gostou do artigo? Veja agora como trabalhar branding no e-commerce!