+55 (21) 3486-3469

O que não pode faltar no marketing de resultados

27 de março de 2019
Designlab

Marketing de resultados: Saiba como isso é possível!

Para um Marketing de Resultados dar certo é necessário começar certo! Cercado de soluções e ações que se complementam, até atingir destaque na corrida pela atenção do seu público.

Entenda!

Tenha um site:

Antes de começarmos, você precisa estar atento que sua empresa precisa ter um site.

Sem ele, não é válido pensar em marketing de resultados.

E também não adianta dizer que você tem uma página no Facebook, pois não resolve.

E isso não faz a sua empresa ser mais “descolada” como algumas agências dizem por aí.

Uma rede social não substitui a importância de você ter um site.

Um ranqueamento nos buscadores é reduzido quando você tem um rede social e não o seu próprio site.

Além disso, você está “alugando” o espaço da rede social, e vai que ela muda as regras e do dia pra noite você perde o que foi construído lá.

As melhores soluções para o marketing de resultados:

O Marketing de resultados tem foco em um funil de vendas, como “Visitantes > Leads > Oportunidades > Vendas”.

Para que ele seja efetivo é necessário possuir:

  • Software de Automação de Marketing e Vendas;
  • Marketing de Conteúdo (resultado de longo prazo);
  • Advertising Online (resultado de curto prazo);
  • Gestão de Marketing;
  • Gestão de Vendas.

Sobretudo, você pode começar aos poucos, talvez só com Marketing de Conteúdo, ou até só com Publicidade Online com propagandas no Google AdWords.

Porém, para o Marketing de Resultados, precisamos unificar todos os pontos para chegar lá.

Software de Automação de Marketing e Vendas

O software de automação de marketing e vendas é uma ferramenta que unifica dentro de uma única solução tudo o que você precisa para fazer a gestão dos visitantes, gerar mais leads, se relacionar, e registrar o seu processo de vendas.

Será a sua central de comando do funil de vendas no inbound marketing.

Na prática, o mais importante é você escolher a ferramenta conforme a sua capacidade de investimento, que seja uma ferramenta completa e que você consiga usar (evite ferramentas muito complexas / avançadas no começo).

É como se o software de automação fosse um avião. Ele vai te ajudar a percorrer um longo caminho, que é o caminho da Jornada de Compra da sua audiência.

Uma vez contratado, podemos pensar nos próximos itens da equação.

Produção de conteúdo (resultado de longo prazo)

É através do conteúdo que teremos o que atualizar nas redes sociais, o que disponibilizar nas landing pages, assuntos para email Marketing, para nutrição de leads, etc.

Sua empresa precisa de um blog bem atualizado, assim como dicas e informações verdadeiras, repassando todo o conhecimento adquirido.

Interessante também que você comece a fazer marketing de conteúdo.

E com o passar do tempo, você vai evoluindo, ganhando conhecimento e experiência, até chegar no ponto onde produzir conteúdo se torna uma cultura na sua empresa.

Publicidade online (resultado de curto prazo)

Você alugará a audiência, do Google, Instagram, Facebook, ou de onde for, para aparecer anúncios de modo que aumente os visitantes qualificados.

Apesar de ser importante pesquisar e aprender esses “truques”, o mais importante quando falamos de Ads e de publicidade online, é entender que já que o custo é direto (CPC – Custo por Clique – na maioria dos casos), o mais importante é que sejam de visitantes qualificados.

Ou seja, invista no público mais próximo da sua persona e que potencializem os resultados em oportunidades comercial.

Google ou redes sociais?

Não existe uma resposta certa, até porque cada ferramenta é usada em um momento diferente.

No caso do buscador do Google, é quando o visitante já estava procurando algo, que pode ser uma pesquisa de “comprar x” ou algo relacionado a um momento de compra mais próximo.

Já nas redes sociais, o visitante está relaxando, vendo atualizações e não está buscando algo. Contudo você consegue atingir exatamente o público que precisa.

Por isso mantemos os dois sempre ativos!

Gestão de inbound marketing

Tendo um site, um software de automação, Marketing de conteúdo e Ads juntos, você tem um conjunto de ações para administrar.

E aqui estamos falando sobre o processo de trazer visitantes, converter em Leads, se relacionar e repassar oportunidades para vendas e avaliar os resultados.

Quando você optar pela gestão do Inbound interno o ganho maior é a atenção total, afinal é seu colaborador.

Gestão do processo de vendas

Com o processo de Inbound definido, é muito provável que sua empresa esteja no estágio de gerar leads de qualidade. Aqui, entra a gestão da força de vendas.

Em outras palavras, o processo de Inbound irá gerar dois tipos de Leads, o MQL e o SQL:

  • MQL (Marketing Qualified Leads): o lead que é a sua persona, está apaixonado pelo seu marketing, mas ainda não solicitou um atendimento comercial.
  • SQL (Sales Qualified Leads): também a sua persona, mas já solicitou contato comercial.

Entender esses dois casos e abordar de modo personalizado, fará com que o crescimento em leads e oportunidade, resulte realmente no aumento em vendas.