Arquivos campanha publicitária - DesignLab - Agencia de design rj - Agencia Digital rj -Estratégias e Marketing Digital - Agencia de design - Criação de sites - Agencia de SEO - Agencia digital - Agencia de social media - Criação de Marca - Criação de Logomarca - Criação de identidade visual - Agencia de branding - Rio de janeiro - RJ
inteligência artificial

O marketing se viu obrigado a misturar a arte de contar história com a ciência de dados e inteligência artificial.

É muito provável que no decorrer dessa semana você tenha se deparado com a notícia de que a inteligência artificial do Facebook, os chatbots, que são programas de computador criados para similar a conversa com seres humanos, especialmente por meio da internet, criaram sua própria linguagem. A inteligência artificial é apontada por estudiosos como um recurso que precisa ser pesquisado com cuidado.

inteligência artificial

Os chatbots Alice e Bob criaram seu próprio idioma e passaram a agir de forma diferente da que foi descrita por seus programadores no início do projeto. Foi identificado que a dupla desenvolveu uma forma própria de se comunicar, utilizando padrões e repetições de palavras em inglês. As informações são do Digital Journal. Porém, o que mais chamou atenção dos pesquisadores foi o fato de que os bots usaram de artifícios no meio das conversas, fingindo interesse em assuntos apenas para obter o que desejavam.

O marketing, que por muito tempo foi considerado mais arte do que ciência, se viu obrigado a misturar a arte de contar história com a ciência de dados. Sem deixar a criatividade, intuição e emoção de lado, é claro. Esses componentes que continuam essenciais, mas em um mundo extremamente recheado de informações e dados, o diferencial passou a ser mais racional, analítico e assertivo.

inteligencia artificial

Sabemos que o mercado está em constante evolução, e que ainda não existe fórmula exata para agir dentro dessas mudanças. Cada caso é um caso, mas um ponto é unânime: as empresas precisam de pessoas com visões mais estratégicas, capazes de unir marketing e tecnologia com um único objetivo de negócio: enquanto a tecnologia ajuda na coleta e transformação desses dados em inteligência, o marketing transforma o resultado em plano de ação.

Antes de fazer qualquer movimento nessa direção, decifre seu segmento de atuação e avalie quais tipos de informação e tecnologia são necessários como prioridades na estratégia de marketing. Para largar na frente, é preciso compreender rapidamente o verdadeiro papel da inteligência artificial na publicidade, já que todos os setores serão impactados pela disrupção da nova tecnologia.

inteligencia artificial

Existe uma quantidade imensurável de dados que, para terem algum valor, precisam ser capturados, entendidos e categorizados para extrair os melhores insights disponíveis. Estratégias de marketing mais inteligentes também devem abrir espaço para serviços mais personalizados.

Um forte exemplo disso é que a agência Jüssi criou a primeira marca a partir da inteligência artificial. Desenvolvida a partir do Watson, software de inteligência artificial da IBM. Com o desafio de criar uma nova marca para Inove Cloud lançado e o curto tempo, apenas duas semanas, a empresa foi além e resolveu inovar, transformando o Watson, a principal ferramenta de trabalho da Inove Cloud, em um diretor de arte. A agência se propôs a ensinar o sistema da IBM, pela primeira vez, tendências e conceitos de design, achar a fonte tipográfica perfeita, bem como definir as cores ideais através de uma solução cognitiva, tudo isso com o objetivo de criar uma nova cara para a Inove Cloud. Confira.

inteligencia artificial

Fatalmente, a inteligência artificial e o marketing irão estar cada vez mais entrelaçados para ajudar a impulsionar os resultados dos seus negócios de forma rápida e inteligente.

Esteja preparado para essa realidade.

Saiba Mais Sobre Nossas Estratégias

2 de agosto de 2017
Bonita ou comum

Bonita ou comum: Marca criou em várias cidades do mundo portas especiais, fazendo com que as mulheres refletissem sobre beleza.

Se alguém te fizesse a seguinte pergunta, “como você se define? Bonita ou comum? Qual seria a sua resposta? Muitas mulheres não costumam se sentir bonitas e atraente, porque a mídia e a sociedade impõem padrões de beleza, e elas não se encaixam nos parâmetros impostos. Grande parte das campanhas ainda criam peças usando estereótipos padrões de beleza, embora exista muita defesa da representatividade feminina.

Para confrontar isso, a campanha “Choose Beautiful“, da marca Dove, mostra como é  difícil para as mulheres se definirem como sendo belas. O foco é mudar os resultados que aparecem quando buscamos por “mulher bonita” e outras nomes usados para referência ao gênero. A primeira etapa da iniciativa, que foi desenvolvida pela agência dinamarquesa Mindshare, contratou fotógrafos profissionais para clicar mulheres reais em seu cotidiano.

bonita ou comum

Em um primeiro momento as imagens foram para bancos de imagem como a Shutterstock. Na sequência, peças de out of home foram espalhadas pelas ruas, convidando as agências a utilizarem tais fotos em suas campanhas. De acordo com informações do Adweek, 1.729 imagens foram baixadas. Além disso, 42 anunciantes escolheram tais imagens para ilustrar suas campanhas de marketing na Dinamarca.

A proposta foi levada às ruas de diversas cidades do mundo, como Londres, São Paulo, San Francisco, Delhi e Xangai, duas placas foram colocadas na porta de uma loja: “Bonita” e “Comum”. Depois, filmaram a reação das mulheres que passavam pelo local. Ao lerem as placas as mulheres ficam indecisas sobre qual opção escolher. Bonita ou comum?

Qual não foi a surpresa ao ver que a maioria absoluta delas passaram pela porta “Comum” sem pensar duas vezes. Algumas até paravam, pensavam um pouco e chegavam próximo a outra porta, mas acabaram atravessando mesmo a que as colocava como “comum”. Segundo pesquisa promovida pela Dove para o projeto, 96% das mulheres afirmaram que não escolheriam a palavra “bonita” para descreverem a si mesmas, embora 80% digam que consideram alguma coisa bela em si próprias.

Em depoimentos de algumas das participantes ouvidos ao longo do vídeo, o que se vê é que muitas mulheres sequer cogitaram a porta Bonita – e nem mesmo sabem explicar o porquê:

“Eu entrei pela porta comum e sequer hesitei.”

“Para falar a verdade, foi bem inesperado ver aquelas placas e saber que tinha de escolher e estar consciente de como você se vê, e pensar se talvez o resto do mundo também te vê assim.”

“Bonita para mim é muito distante.”

“Eu estou escolhendo por causa do que me é bombardeado? O que eu deveria aceitar? Ou é o que eu realmente acredito?”

bonita ou comum

E por que as mulheres têm tanta dificuldade a se aceitarem como bonitas, do jeito que são? Mais do que isso: por que não conseguimos dizer com todas as letras que, sim, nos ACHAMOS bonitas? É justamente estimular essa autoaceitação que a campanha #ChooseBeautiful – ou, em português, #SintaSeBonita – visa modificar.

 

Confira abaixo o vídeo e veja as reações e escolhas das mulheres:

Ao final do comercial, a marca deixa a seguinte pergunta: O que você escolheria? Cada uma das respostas direciona a espectadora para uma página do Tumblr, onde é possível encontrar mensagens motivadoras e até dicas de meditação.

Foi uma sensação de triunfo, como dizer ao mundo que me sinto bonita!

A porta “bonita” está completamente aberta para mim!”

 
Saiba Mais Sobre Nossas Estratégias

9 de junho de 2017

Copyright © 2016 Designlab. Todos os direitos reservados.

Seja nosso próximo case de sucesso!

Form Avançado
Até R$ 4.000