Arquivos publicidade e propaganda - DesignLab - Agencia de design rj - Agencia Digital rj -Estratégias e Marketing Digital - Agencia de design - Criação de sites - Agencia de SEO - Agencia digital - Agencia de social media - Criação de Marca - Criação de Logomarca - Criação de identidade visual - Agencia de branding - Rio de janeiro - RJ

Seja nosso próximo case de sucesso!

Form Avançado
Até R$ 4.000
CLIQUE AQUI
Design é tudo Como nasceram as logos famosas

Se você se interessa por design, especialmente pelas histórias associadas a marcas de sucesso, você vai amar essa matéria.

 

Sabe quando você está vendo um filme, uma série e aparece na abertura a logo da produtora? Ou quando você é impactado por uma empresa por conta do design? Pois bem. Depois de anos olhando as logos famosas é hora de descobrir como elas surgiram.

Você pode achar que as marcas são um fenômeno recente, nascido no início do século passado. Na verdade a história das marcas famosas (ou não) é muito antiga! Existem indícios de elementos que deram origens ao conceito de marca há mais de 2 mil anos.

Resolvemos reunir uma lista com 10 logos famosas — e as histórias por trás do design e da sua criação. Veja a seguir:

 

1 – WWF

Design é tudo! Como nasceram as logos famosas?

A logo acima pertence a World Wide Fund For Nature — ou Fundo Mundial para a Natureza —, e, além de ter um enorme apelo visual, a imagem desperta o lado emocional do público. Isso porque o urso que compõe a logo foi inspirado em um animal real, a famosa panda gigante Chi-Chi, que viveu no zoológico de Londres de 1958 até sua morte, em 1972.

 

 

2 – Samsung 

Design é tudo! Como nasceram as logos famosas?

 

O nome do grupo com sede em Seul, na Coreia do Sul, em coreano significa “três estrelas”. Tanto que, antes de a companhia adotar a logo atual — que traz o nome do grupo dentro de uma forma ovalada azul com uma rotação de aproximadamente 10° sobre seu eixo —, a marca trazia as estrelas incorporadas. Veja a evolução a seguir:

via GIPHY

 

3 – DreamWorks

Design é tudo! Como nasceram as logos famosas?

O logo da DreamWorks pretendia mostrar um homem sentado na lua pescando. O designer que o desenhou, Robert Hunt, decidiu fazer uma pequena modificação e ilustrar um menino ao invés de um homem e esta versão adaptada dele foi a escolhida. A parte que poucos sabem é que Robert usou como inspiração o seu filho (na imagem acima) para criar as características do tão conhecido menino na lua.

 

4 – Subway

Design é tudo! Como nasceram as logos famosas?

Se você prestar atenção no design da logo da Subway, vai notar que tanto a primeira letra como a última, ou seja, o “S” e o “Y”, contam com setas, e elas representam a entrada e a saída do metrô — lembrando que “subway” é a forma como os norte-americanos chamam esse sistema de transporte. Além disso, a imagem simboliza a ideia de que os alimentos vendidos nas lanchonetes podem ser consumidos enquanto as pessoas seguem seus caminhos.

 

5 – Paramount

Design é tudo! Como nasceram as logos famosas?

Para o logo da Paramount, o artista William Hodkinson desenhou uma montanha muito similar com a Ben Lomond localizada em Utah, onde ele cresceu. Na versão original, criada em 1914, existem 24 estrelas: o número de atores que assinaram um contrato com o estúdio, no entanto a nova versão possui apenas 22 estrelas e ninguém sabe o motivo.

 

6- Nike

Design é tudo! Como nasceram as logos famosas?

Embora tenha um formato que lembra o sinal de “visto” ou de “correto”, o design da logo da Nike foi inspirado na mitologia grega. O símbolo representa uma das asas da deusa da vitória chamada Nice, que, em grego, é conhecida pelo nome de Nike.

 

7 – Pepsi 

Design é tudo! Como nasceram as logos famosas?

Criada em 1893 pelo americano Caleb Bradham, farmacêutico da Carolina do Norte, a Pepsi originalmente chamava-se Brad’s Drink, em referência ao nome de seu criador.A invenção começou sendo vendida como xarope: além de ser revigorante, ajudava na digestão. Foi só em 1898 que Bradham passou a comercializá-lo como bebida, com o nome de Pepsi-Cola.

Em 1950, a marca ganhou também a cor azul, e em 1962, perdeu a palavra “Cola”, ficando então conhecida somente por Pepsi.

 

8 – Bluetooth

A palavra Bluetooth foi inspirada no sobrenome de um rei dinamarquês do século 10 chamado Harald blátonn Gormsson, responsável por unificar a Noruega e a Dinamarca em um só reino. Acontece que o monarca não devia ter um sorriso muito saudável, pois foi apelidado de “Bluetooth” — ou “dente azul”, em tradução livre. Já a logo foi influenciada pelas runas nórdicas que se assemelham à letra “H” (que se chama Hagall) e a “B” (chamada Bjarken), e o símbolo estilizado trazendo as duas letras combinadas representa a conexão que o Bluetooth estabelece entre dois dispositivos eletrônicos.

 

A palavra Bluetooth foi inspirada no sobrenome de um rei dinamarquês do século 10 chamado Harald blátonn Gormsson, responsável por unificar a Noruega e a Dinamarca em um só reino. Acontece que o monarca não devia ter um sorriso muito saudável, pois foi apelidado de “Bluetooth” — ou “dente azul”, em tradução livre.

Já a logo foi influenciada pelas runas nórdicas que se assemelham à letra “H” (que se chama Hagall) e a “B” (chamada Bjarken), e o símbolo estilizado trazendo as duas letras combinadas representa a conexão que o Bluetooth estabelece entre dois dispositivos eletrônicos.

 

9 –  Warner Bros.

Design é tudo! Como nasceram as logos famosas?
Esse logo aparenta ser bem direto: um escudo com a inicial dos fundadores, os irmãos Warner. Porém, o que poucos sabem é que existe um significado”subliminar” por trás disso, uma vez que esse não era o sobrenome real deles. Os familiares dos donos dos estúdios na realidade eram imigrantes do império Russo e o sobrenome real deles era na verdade Wonskolaser.

 

10 – Walt Disney

Design é tudo! Como nasceram as logos famosas?

O logo do estúdio de animação mais famoso do mundo sempre foi visto como um castelo de algum conto de fadas. Entretanto originalmente a inspiração para ele foi o castelo Neuschwanstein, na Alemanha. Como todos já acreditavam que na verdade se tratava de um castelo de conto de fadas em 2006 ele foi substituído pelo castelo da Cinderela que foi construído na Disneyland em Paris.

23 de junho de 2017
Você-sabe-usar-as-hashtags-em-seu-conteudo-digital-Parte-II

Na matéria passada, mostramos o que é uma Hashtags e como ela funciona nas redes sociais. Hoje vamos continuar a conversa e falar quais são os benefícios das #,  a forma correta de usar e como aplicá-las em seu conteúdo digital.

Para ampliar seu público nas redes sociais usando as hahstags é preciso mais estratégia e menos teoria. Anote as dicas ou salve esse nosso link em seus favoritos.

 

Quais os benefícos de usar corretamente as Hashtags?

Ora, quando falamos de conteúdo digital deve-se salientar que, uma boa hashtag ou uma boa combinação delas pode ajudar a expor a sua marca para públicos mais amplos ou até mesmo mais específicos. Ou seja, públicos que se convertem em possíveis clientes.  Para alcançar esse sucesso, é preciso estar atento e não pisar na bola na hora de propagar seu conteúdo.

A primeira dica é: Não erre na gramática! O problema é que uma hashtag cuja ortografia está errada é praticamente inútil.  Corretores ortográficos do celular hoje são os vilões. Muitas pessoas escrevem, não precebem que o corretor automaticamente “corrigiu” sua postagem e publicam sem revisar. SEMPRE REVISE! Pode apostar que não deve haver ninguém falando sobre o #Carmaval2018.

O site Greml lançou um infográfico bem divertido sobre o que eles chamaram de “Etiqueta da hashtag”. Não se trata apenas de QUAL hashtag usar, mas também COMO usá-las.

 

http://gremln-2510800.hs-sites.com/2013/07/08/infographic-mind-your-manners-hashtag-etiquette-with-gremln

 

Ao trabalhar na publicação de um conteúdo digital, os principais objetivos da utilização de Hashtags são:

  •  Gerar Vendas;
  • Atingir novos públicos;
  • Entender o que seus seguidores procuram;
  • Conectar-se com seus clientes.

Os principais benefícios de utilizar as # são:

  • Conexão com clientes – Você pode conhecer as opiniões dos clientes com a ajuda da hashtag, os usuários vão encontrar seu produto mais rápido e podem fazer críticas úteis.
  • Atingir novos públicos – Usar hashtags relacionadas com os seus produtos aumenta o público que pode encontrar suas publicações pelas buscas nesta rede.
  • Aprender o que seus seguidores gostam – Ao ver o que as pessoas compartilham, aprendemos mais sobre suas preferências (e sobre o que não curtem).

 

Estrutura da hashtag e como NÃO usá-las em seu conteúdo digital:

  • #escreverpalavrasdemaisnumaunicahashtagehorrivel  – você até pode usar mais de uma palavra na sua # mas não precisa escrever toda uma frase. Quando criamos hashtags longas demais temos a impressão de estar lendo um teste de oftalmologia ou algo escrito em outro idioma.
  • #nao #precisa #criar #uma #hashtag #para #cada #palavra – lembre-se que as # são também uma forma de escrita e vamos concordar que ninguém fala ou escreve assim. Vai ficar tão confuso, que você terá sorte se as pessoas se lembrarem sobre o que é o seu texto. #nunca #escreva #assim #estamos #combinados?

 

Você sabe usar as #hashtags em seu conteúdo digital? Parte II

 

 

  • Use uma #hashtag que tenha conexão com seu conteúdo – Existem pessoas que usam as # mais buscados do momento só para ganhar likes. Que desepero é esse minha gente? Não façam isso! Esse comportamento acaba irritando os usuários pois, vão acabar sentindo como se estivessem perdendo tempo indo até sua postagem.
  • Adicionar # depois da postagem ter sido feita – O Twitter e o Instagram compartilham o conteúdo digital em tempo real e adicionar as hashtags depois de ter publicado elimina a oportunidade de que o conteúdo apareça em diferentes buscas.
  • Não utilize espaços –  Se você quiser uma expressão com mais de uma palavra, crie uma palavra só. Ex: a expressão “Copa do Mundo” em uma hashtag vira #CopadoMundo.
  • Maiúsculo ou Minúsculo –  Isso não interfere no alcance ou busca de uma hashtag. Logo, você pode usar as formas #MarketingDigital #marketingdigital #Marketingdigital
  • Sem pontuação e acentuação – Não utilize sinais de pontuação como hífen ou apóstrofe. Por exemplo, se você quiser usar a expressão “algodão-doce”, a hashtag será #algodaodoce

 

Quais Hashtags devo usar no meu negócio?

Promova seu negócio ou empresa usando uma hashtag específica. Ela pode somar significativamente aos seus esforços de marketing e promoção da sua empresa. Saia da mesmice, invista tempo provando diferentes hashtags no seu conteúdo digital e estude qual delas foi capaz de gerar mais interação, assim como qual foi a que derivou em mais seguidores reais.

A #RockContent enfatiza a importância da existência de perfis corporativos nas redes sociais em que os seus públicos estão mais presentes e ativos. Desta forma, é possível interagir e se aproximar, criando uma relação que vai muito além do simples comercial. Quando uma marca cria uma hashtag e as pessoas começam a se apropriar dela, elas estarão interagindo diretamente com a marca e com a empresa, aumentando a chance de se tornarem clientes posteriormente. Leia mais no blog deles: https://goo.gl/mKWQYE 

 

#conselhosrapidos:

1. Revise as hashtags da concorrência
2. Revise as hashtags que as pessoas mais influentes do seu ramo usam
3. Considere hashtags similares
4. Use o buscador do Instagram

 

Com nossas dicas e estratégias, temos certeza de que você vai encontrar a melhor opção para usá-las em seu conteúdo digital. Espero que você tenha gostado do artigo de hoje e que seja útil! Não se esqueça de compartilhar esta postagem com todos os seus contatos!

 

 

21 de junho de 2017
Você-sabe-usar-as-hashtags-em-seu-conteúdo-digital

Na hora de divulgar um conteúdo digital, as #hashtags devem ser usadas de forma coerente e eficaz.

A produção de conteúdo digital é uma das estratégia que o marketing tem para educar, informar e se relacionar com clientes por meio de ideias e argumentos.  Nesta matéria, veremos como utilizar as # com sucesso!

 

Mas, o que é o #Hashtag?

Acreditamos que todo mundo sabe o que é uma # né? #pelamordedeus digam que sim! Para quem não tem certeza se “lembra” o que significa uma hashtag, sem pânico, nós explicamos:  é um composto de palavras-chave, ou de uma única palavra, que é precedido pelo símbolo cerquilha (#) também conhecido como tralha, jogo da velha, sustenido, entre outros. As Tags significam etiquetas e, quando associadas ao símbolo #, se tornam hashtags. Elas são amplamente utilizadas nas redes sociais, em especial no Twitter e Instagram, onde a adesão delas se tornaram indispensáveis.

Ainda que não seja necessário colocar hashtags em todas as postagens que você faça no Instagram, usar uma pode ajudar a deixar sua publicação mais popular entre os interessados pelo tema.  Também se usam hashtags específicas para certas notícias que os interessados podem buscar em tempo real: pode até ser o prêmio Nobel ou momentos intensos de um debate presidencial ou um acontecimento importante.

O hashtag é uma ferramenta essencial na estratégia de conteúdo digital de sua empresa nas redes sociais, pois apesar de ser usada em apenas 24% dos posts no Twitter, por exemplo, o engajamento nestes posts é o dobro quando comparado com os posts sem o uso do hashtag.  Geralmente essas hashtags tornam-se links indexáveis pelos mecanismos de busca. Isso permite que os demais usuários possam clicar nelas ou procurá-las e visualizarem todas as informações, imagens, vídeos etc relacionados a elas.

 

Você sabe usar as #hashtags em seu conteúdo digital?

 

Mas a questão é: será que todo mundo sabe como usá-las de forma coerente e eficaz? Será que as pessoas levam em consideração o impacto e resultados positivos que as hashtags podem trazer ou será que têm noção das consequências do uso indevido dessa ferramenta? Por meio das hashtags é possível que pessoas e empresas alcancem um público maior com as informações que divulgam nas redes sociais. Também, devido a utilização delas, é mais fácil conseguir mensurar e ter mais controle sobre o que está sendo publicado sobre um determinado tema.

 

Em que mídias devo usar as #?

1) Twitter

Rede social em que a hashtag continua sendo usada em alto volume para indicar os assuntos mais comentados. Quando você olhar nos “Trending Topics” perceberá quais as hashtags (ou assuntos) mais discutidos naquele momento.

2) Instagram

Como não existe o compartilhamento de posts no Instagram, a hashtag é a única forma de você expandir seu público no Instagram. Se você usa esta rede social focado em imagens e vídeos, sabe que ao usar, por exemplo, as hashtags #instafood, #instapet, #love, etc, você recebe curtidas de pessoas que você não conhece.

3) Facebook

Apesar de sua utilização ser semelhante ao Twitter ou Instagram, ainda não são muito utilizadas nas plataforma. A razão é que no Facebook as pessoas tem o padrão de simplesmente passar pela sua Timeline e relacionar-se com as pessoas ou empresas que seguem, sem buscar por #.

4) Pinterest

Plataforma em que o uso de hashtags é extremamente importante, pois o comportamento padrão das pessoas ao navegarem pelo Pinterest é procurar, através do campo de busca, imagens dos assuntos que as interessam. Quando você coloca uma hashtag na descrição de sua foto, aumenta a possibilidade de ser encontrado e ter seu post “pinado” por mais pessoas.

 

 

Cuidado com o uso excessivo de hashtags no conteúdo digital.

Com a popularização das #hashtags, os usuários das redes sociais sabem exatamente quando uma pessoa ou empresa está colaborando para a discussão sobre o tema em questão ou quando ela busca se aproveitar de um tópico atual para fazer marketing descarado de seus produtos e serviços. Por isto, somente utilize hashtags que tenham a ver com o conteúdo que você está postando. Caso contrário, a rejeição da comunidade pode ser um tiro no pé na sua estratégia de conteúdo digital.

 

Na próxima matéria dessa semana daremos continuidade a esse tema abordando os seguintes tópicos:

  • Benefícios de usar corretamente as Hashtags
  • Estrutura das hashtags – erros comuns ao usá-las
  • Encontre as hashtags corretas para seu negócio.

19 de junho de 2017
leads

Leads: O que é? Pra que serve? Por que sem eles sua empresa não sobrevive?

Leads, adoramos falar sobre leads! Sabe por quê? Já falamos sobre Marketing nas Redes Sociais. Agora vamos tratar de outro assunto tão importante quanto.

Por que toda estratégia de marketing e comercial em meios digitais envolve sua captação e. Captação? Nutrição? Mas o que é um lead? Vamos por partes?

Vamos! Neste texto vamos iluminar sua visão sobre leads e a importância deles para sua empresa.

lead

O que é um lead?

Vamos começar definindo: É uma pessoa que tem, de alguma forma, interesse nos produtos ou serviços da sua empresa. Sério? É só isso? Então é um cliente potencial? Sim! Isso mesmo! É uma pessoa que tem interesse ou quer comprar o seu produto ou serviço.

Qual a diferença entra leads e visitantes?

Não é a mesma coisa? Não!

Analisa comigo:

  • Quantas visitas seu site recebe por mês?
  • Você possui informações sobre quem são as pessoas que visitam o seu site?

Pode acontecer de o número de visitantes no seu site ser bem alto, e com certeza uma porcentagem desses visitantes tem interesse nos produtos ou serviços da sua empresa. Mas se eles forem apenas visitantes, você não terá nenhuma informação sobre eles, serão apenas números. E sem possuir informações você não conseguirá interagir com esses possíveis clientes potenciais.

Conseguiu entender, né!? O grande problema da maioria das empresas do Brasil é que elas programaram seus sites apenas para receber visitas. Por isso, milhares de pessoas visitam seu site todos os meses e você não sabe quem estas pessoas são!

leads

Então olha só, leads são visitantes que possuem interesse na sua empresa, e que você tem alguma informação sobre essa pessoa. A informação mais valiosa dessa pessoa é o e-mail dela, pois assim você terá como estabelecer um meio de comunicação. Poderá responder dúvidas e enviar conteúdos interessantes.

Para desenvolver uma estratégia de marketing e comercial que traz o retorno esperado, é fundamental não apenas possuir informações dos seus visitantes, mas também criar um relacionamento com eles. E para conseguir isso, o primeiro passo é gerar leads!

leads

Por que minha empresa deve gerar leads?

Sempre que me pergunta o que eu faço, eu não posso dizer “Eu crio conteúdos para gerar leads”. Além de não entenderem nada, não é só isso que eu faço. Então, “Meu trabalho é encontrar a melhor maneira de atrair pessoas interessadas nos serviços de sua empresa. Eu busco oferecer as melhores informações para que essas pessoas se tornem interessados nos produtos e serviços de sua empresa.”

Essa é a importância de gerar um lead. Com isso, você precisa perceber a oportunidade de relacionamento e oportunidade comercial que existe quando você reconhece um novo cliente potencial. Construindo um relacionamento com o seu cliente potencial, você construirá uma ligação desse cliente com sua empresa, e assim ele estará confortável para fazer negócios com você.

Entendeu como a geração de leads é fundamental para o crescimento da sua empresa? Quanto mais clientes potenciais você tiver relacionamento, maior o número de clientes da sua empresa.

Por isso é imprescindível o seu site converter visitantes em leads, você precisa saber as melhores formas de como converter seus visitantes, para aumentar os resultados da sua empresa. Se o seu marketing não estiver gerando leads, ou estiver com um gasto-por-lead muito alto, então você precisa atualizar sua estratégia.

 

16 de junho de 2017
memes

Figuras como Gretchen, Inês Brasil e Susana Vieira já tiveram seu espaço na TV, mas foram os memes que as eternizaram na internet e as levaram para campanhas de Netflix, Google e outros.

Eita Giovanaaa!
Ninguém sai.

memes

Se você ainda não entendeu o porquê das frases anteriores: Sabe de nada inocente!

Vamos tratar sobre a aplicação de memes no marketing digital. Para isso, precisamos entender o realmente são memes. Mas antes de qualquer coisa, vamos deixar bem explicadinho o que não são memes.

 

O que não são memes

Memes não são aquelas carinhas brancas e amarelas que expressam emoções exageradas pelas redes sociais. Essas carinhas se chamam Rage Comics. E elas podem vir a ser um meme, não significa que são. O que determina se uma Rage é um meme é o seu alcance e diferentes maneiras de espalhá-la.

Aaaaaaaaaaaaaah, então um meme é um viral?

Um meme pode ser viral, mas um viral não é um meme em si. Não confuda!
Viral é qualquer imagem, vídeo, música, ou qualquer outra peça midiática que passa vir a ser compartilhada por cada vez mais usuários se espalhando como um vírus mesmo.

Exemplo de comercial viral:

Por mais que um viral passe de pessoa para pessoa, jamais perde seu contexto original. Ele começa e acaba em si mesmo. Já o meme, não é algo que nasceu com a internet.

 

Afinal, o que é um meme?

Mesmo antes da internet, os memes já estavam entre nós. Mais precisamente desde que começamos a nos comunicar. Esse termo foi criado em 1976, pelo famoso cientista Richard Dawkins em seu best seller O Gene Egoísta. Segundo ele, o meme está para a memória assim como o gene está para a genética, ou seja, da mesma forma que a nossa constituição biológica é um resultado de terceiros (pai e mãe), nossa memória também é um resultado de informações de terceiros no contexto social, constituindo memes, uma vez que são passados de pessoa para pessoa e vão se transformando de acordo com quem recebe.

 

Como assim?

Se eu posto no Facebook uma foto minha e meus amigos acham legal ou engraçado e começam compartilhar: temos um viral. Agora, se meus amigos começam a tirar fotos deles mesmos imitando a minha: temos um meme.

memes

Memes no marketing digital

Com o boom das mídias sociais e o ambiente criativo proporcionado pela internet, marcas aderem ao sucesso dos memes e aproveitam para promover seus produtos, conceitos e ideias. Publicitários pegam carona no sucesso do memes  e aproveitam para associar marcas e produtos aos memes como estratégia de marketing. É Cada vez mais comum empresas investirem em estratégias de marketing que usam memes na internet para se aproximar do seu mercado consumidor.

Exemplo dessa forma de publicidade são os anúncios feitos pela empresa Loumar turismo, que não perdeu tempo e criou seus anúncios a partir da interação com os memes do momento como o “Me solta, miga”  e “Dinofauro aful”.

memes

A Ferrovia Eyewear, marca cearense de óculos, inovou e lançou campanha com o meme ” Juliana, meu óculos” que citamos no começo dessa matéria, “ei, coisinha vai de vagar”.

memes

A questão é: Quando se deve fazer o uso de memes em campanhas publicitárias?

Se a empresa ou marca passa uma imagem mais séria e tradicional, e é voltada para um público mais conservador, o uso de memes não é indicado. Já uma marca voltada para o público mais jovem, que está habituada com o meio digital, poderá obter bons resultados fazendo o uso de memes virais em suas campanhas. O uso de memes em uma campanha publicitária depende totalmente de qual público alvo pretendem atingir.

Fazer uma profunda pesquisa de mercado é o essencial para obter bons resultados antes de lançar qualquer peça ou campanha publicitária. Analisar a faixa etária, renda, nível de escolaridade entre outros fatores do público alvo de uma marca é fundamental para obter o sucesso no meio publicitário.

VÁ DEVAGAR, VIU? DEVAGAR…
Eu amo muito tudo isso. Mas, aprecie com moderação. Antes que você abuse e use da boa vontade de seu público alvo e o deixe saturado, gerando antipatia. Preserve uma boa imagem, pois existem coisas que o dinheiro não compra… E quando começar a colher o resultado, você pode abrir aquele Sorriso Colgate e voltar aqui para compartilhar o seu sucesso conosco.

E aí? Já decidiu aplicar memes nas suas estratégias de marketing digital?

Experimenta!… Experimenta!… Experimenta!…

DIGAÍ nos comentários se você lembra de algum meme que ajudou a propagar um produto ou serviço.

14 de junho de 2017
Bonita ou comum

Bonita ou comum: Marca criou em várias cidades do mundo portas especiais, fazendo com que as mulheres refletissem sobre beleza.

Se alguém te fizesse a seguinte pergunta, “como você se define? Bonita ou comum? Qual seria a sua resposta? Muitas mulheres não costumam se sentir bonitas e atraente, porque a mídia e a sociedade impõem padrões de beleza, e elas não se encaixam nos parâmetros impostos. Grande parte das campanhas ainda criam peças usando estereótipos padrões de beleza, embora exista muita defesa da representatividade feminina.

Para confrontar isso, a campanha “Choose Beautiful“, da marca Dove, mostra como é  difícil para as mulheres se definirem como sendo belas. O foco é mudar os resultados que aparecem quando buscamos por “mulher bonita” e outras nomes usados para referência ao gênero. A primeira etapa da iniciativa, que foi desenvolvida pela agência dinamarquesa Mindshare, contratou fotógrafos profissionais para clicar mulheres reais em seu cotidiano.

bonita ou comum

Em um primeiro momento as imagens foram para bancos de imagem como a Shutterstock. Na sequência, peças de out of home foram espalhadas pelas ruas, convidando as agências a utilizarem tais fotos em suas campanhas. De acordo com informações do Adweek, 1.729 imagens foram baixadas. Além disso, 42 anunciantes escolheram tais imagens para ilustrar suas campanhas de marketing na Dinamarca.

A proposta foi levada às ruas de diversas cidades do mundo, como Londres, São Paulo, San Francisco, Delhi e Xangai, duas placas foram colocadas na porta de uma loja: “Bonita” e “Comum”. Depois, filmaram a reação das mulheres que passavam pelo local. Ao lerem as placas as mulheres ficam indecisas sobre qual opção escolher. Bonita ou comum?

Qual não foi a surpresa ao ver que a maioria absoluta delas passaram pela porta “Comum” sem pensar duas vezes. Algumas até paravam, pensavam um pouco e chegavam próximo a outra porta, mas acabaram atravessando mesmo a que as colocava como “comum”. Segundo pesquisa promovida pela Dove para o projeto, 96% das mulheres afirmaram que não escolheriam a palavra “bonita” para descreverem a si mesmas, embora 80% digam que consideram alguma coisa bela em si próprias.

Em depoimentos de algumas das participantes ouvidos ao longo do vídeo, o que se vê é que muitas mulheres sequer cogitaram a porta Bonita – e nem mesmo sabem explicar o porquê:

“Eu entrei pela porta comum e sequer hesitei.”

“Para falar a verdade, foi bem inesperado ver aquelas placas e saber que tinha de escolher e estar consciente de como você se vê, e pensar se talvez o resto do mundo também te vê assim.”

“Bonita para mim é muito distante.”

“Eu estou escolhendo por causa do que me é bombardeado? O que eu deveria aceitar? Ou é o que eu realmente acredito?”

bonita ou comum

E por que as mulheres têm tanta dificuldade a se aceitarem como bonitas, do jeito que são? Mais do que isso: por que não conseguimos dizer com todas as letras que, sim, nos ACHAMOS bonitas? É justamente estimular essa autoaceitação que a campanha #ChooseBeautiful – ou, em português, #SintaSeBonita – visa modificar.

 

Confira abaixo o vídeo e veja as reações e escolhas das mulheres:

Ao final do comercial, a marca deixa a seguinte pergunta: O que você escolheria? Cada uma das respostas direciona a espectadora para uma página do Tumblr, onde é possível encontrar mensagens motivadoras e até dicas de meditação.

Foi uma sensação de triunfo, como dizer ao mundo que me sinto bonita!

A porta “bonita” está completamente aberta para mim!”

 

9 de junho de 2017

Copyright © 2016 Designlab. Todos os direitos reservados.